Referência

Decreto n.º 21612. Autoriza o diretor geral da Imprensa Nacional de Lisboa a transferir de umas oficinas para outras vários empregados – Dá a designação de zincógrafo ao conservador-arquivista de gravuras. Diário do Governo, I Série, n.º199, de 25 de agosto de 1932.