Detalhes de documento

  • Arquivo
    INCM/Arquivo Histórico da Imprensa Nacional
  • Cota
    Liv. N. 199
  • Tipo de documento
    Termo
  • De:
    Junta Administrativa, Económica e Literária da Impressão Régia
  • Para:
Transcrição

«Aos vinte e um dia do mês de janeiro de mil oitocentos e sete, em Junta Administrativa, Económica e Literária da Impressão Régia, presidindo o primeiro Diretor João Guilherme Cristiano Muller; e estando presentes os Deputados abaixo assinados, foi deliberado: 1º Que de todas as obras impressas, ou que se imprimirem por conta da casa, desde o primeiro dia da sua Inspeção, se mande um exemplar de cada uma decentemente encadernada ao Il.mo e Ex.mo Sr. Inspetor Geral; 2º Que sejam despedidos pelo Diretor Administrador todo aquele ou aqueles que constar terem extraviado papéis livros ou coisas da casa; lavrando-se assento secreto dos nomes do extraviadores e extravios, em um livro que deve existir sempre fechado à chave. 3º Que constando à Junta que o Comandante da Guarda Real da Polícia precisava de uma casa para um corpo da mesma Guarda neste bairro, a Junta lhe manda aprontar o pequeno armazém à entrada da porta principal da parte direita. 4º Que as casas denominadas das faturas, sejam daqui por diante ocupadas pela casa do alçado e armazém de venda; passando para esta o que naquelas existir. 5º Que os livros pertencentes à livraria passem logo para as estantes da Casa da Junta […] 7º: Que a chave do Armazém do Colégio dos Nobres seja entregue a Joaquim Alberto de Passos. E por [?] se fez o presente termo que eu Joaquim António Xavier Anes da Costa, em ausência do deputado secretário, escrevi por ordem da mesma Junta. Dia e era supra. […]» (p. 13)