Detalhes de documento

  • Arquivo
    INCM/Arquivo Histórico da Imprensa Nacional
  • Cota
    383
  • Tipo de documento
    Ordem
  • De:
    Secretaria de Estado dos Negócios do Reino
  • Para:
    Administrador Geral: José Liberato Freire de Carvalho
Transcrição

“Ministério do Reino 4ª Repartição. Sua Magestade A Rainha, sendo informada que na Imprensa Nacional existem dois Tórculos acompanhados de vários utensílios de estamparia, e bem assim diversas chapas com Gravuras do Professor que foi da Aula de Gravura Histórica Francisco Bartolozi, e considerando a mesma Augusta Senhora que aqueles objectos devem ser depositados na Academia das Belas Artes de Lisboa para serem aplicados ao Serviço e trabalhos a seu Cargo: Manda pela Secretaria d’Estado dos Negócios do Reino que o Administrador Geral da Imprensa Nacional entregue à pessoa que para os receber se lhe apresentar devidamente Autorizada pela dita Academia, os mencionados Tórculos e Chapas com todos os utensílios que lhes forem pertencentes, dando conhecimento a este Ministério de assim o ter cumprido. = Palácio das Necessidades em 17 de Abril de 1837 = Manuel da Silva Passos” (pp. 42-43)

Observações: No entanto, a iniciativa foi suspensa parcialmente, por ordem de 28 de Abril de 1837. Não aparecem mais registos no livro que digam respeito a este assunto – “(…) Sua Magestade A Rainha atendendo ao que lhe representou o Administrador Geral da Imprensa Nacional: Há por bem que, enquanto se não obtém mais amplas informações, fique interinamente suspensa a determinação da Portaria de 17 do corrente, pela qual se ordenou ao dito Administrador que entregasse á Academia das Belas Artes de Lisboa, os dois Tórculos e utensílios respectivos que tinham servido na Aula de Gravura de História do Professor Bartolozzi, devendo todavia o referido Administrador, fazer entregar a mês Academia para serviço daquele Estabelecimento, as duas Chapas Gravadas pelo mencionado Bartolozzi a saber = uma para tirar a estampa da celebre pintura da Sagrada Forma, executada pelo nosso antigo e insigne Pintor Coelho, e a outra da figura d’El Rei D. João 6º ambas muito (…) e preciosas.”. Cf. AHIN, Registo de decretos, avisos e ordens, lv.7 (1836-1838), 383, pp. 44-45