1.ª Edição (2018)

 

VENCEDOR
Beato Sabino
Olavo Delgado Correia
Ver na loja on-line

 

 

 

Ao que chegámos! Nossos velhos já vivem solitários, já morrem abandonados, sozinhos em casa.
Beato Sabino esperou três dias pela autópsia e o laudo médico confirmou morte natural. O corpo foi conservado por mais três dias nos frigoríficos da Psiquiatria da Trindade, sem que houvesse uma viva-alma a reivindicá-lo parentesco. Ora, não sendo de se desperdiçar mais consumo de energia com o cadáver, numa tarde, já com o sol a pôr-se, o corpo foi transportado numa carrinha da municipalidade capitalina, que o entregou no Cemitério da Várzea para ser dado à terra, embrulhado num manto branco, sem cortejo fúnebre, sem os habituais «sentidos pêsames»!

 

MENÇÃO HONROSA
O Sonho de Ícaro
Onestaldo Gonçalves
Ver na loja on-line

 

 

 

O drama maior estava do outro lado do Atlântico. Em Cova Matinho, Ernesto estava desesperado e, ao mesmo tempo, frustrado.
Não sabia como resolver a «camisa de sete varas» em que se metera. Aproximava vertiginosamente a data assumida por ele para saldar a dívida com o dono da Casa Fortunato Gomes de Pina, e o filho, inacreditavelmente, não dava o menor sinal de vida, ou intenção de enviar o valor necessário para liquidar a dívida contraída.

 

2.ª Edição (2019)

 

VENCEDOR
Contos de Cabo Verde
Benvindo Gomes Semedo

Edição brevemente disponível

 

MENÇÃO HONROSA
Não atribuída