Skip to main content

1.ª Edição (2018)

 

VENCEDOR
Beato Sabino
Olavo Delgado Correia
Ver na loja online

 

 

 

Ao que chegámos! Nossos velhos já vivem solitários, já morrem abandonados, sozinhos em casa.
Beato Sabino esperou três dias pela autópsia e o laudo médico confirmou morte natural. O corpo foi conservado por mais três dias nos frigoríficos da Psiquiatria da Trindade, sem que houvesse uma viva-alma a reivindicá-lo parentesco. Ora, não sendo de se desperdiçar mais consumo de energia com o cadáver, numa tarde, já com o sol a pôr-se, o corpo foi transportado numa carrinha da municipalidade capitalina, que o entregou no Cemitério da Várzea para ser dado à terra, embrulhado num manto branco, sem cortejo fúnebre, sem os habituais «sentidos pêsames»!

 

MENÇÃO HONROSA
O Sonho de Ícaro
Onestaldo Gonçalves
Ver na loja online

 

 

 

O drama maior estava do outro lado do Atlântico. Em Cova Matinho, Ernesto estava desesperado e, ao mesmo tempo, frustrado.
Não sabia como resolver a «camisa de sete varas» em que se metera. Aproximava vertiginosamente a data assumida por ele para saldar a dívida com o dono da Casa Fortunato Gomes de Pina, e o filho, inacreditavelmente, não dava o menor sinal de vida, ou intenção de enviar o valor necessário para liquidar a dívida contraída.

 

2.ª Edição (2019)

 

VENCEDOR
Contos de Cabo Verde
Benvindo Gomes Semedo

Edição brevemente disponível

 

MENÇÃO HONROSA
Não atribuída